segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

...o nosso diário...

Sabiam que temos um diário conjunto!? E lá aparecem escritas, não as nossas aventuras passadas, mas as regras para as nossas aventuras futuras aqui na nossa República! Sim... É o Diário da República! Eeeehhh... Pronto, moderem lá a euforia!
*
Há uns dias assinei a "newsletter", muito bem intitulada de "sumários" e passei a ter acesso fácil e diário na minha caixa de e-correio, ao resumo dos assuntos discutidos e aprovados na Assembleia da República. (Bem, nunca imaginei que as áreas de caça fossem tão amplamente regulamentadas pela Assembleida da República! Não há dia em que não apareçam aumentos do período de concessão, anexações e outras coisas que tais acerca destas!)
*
Mas o melhor, é saber coisas importantes, como:
Fixa os tempos máximos de resposta garantidos (TMRG) para o acesso a cuidados de saúde para os vários tipos de prestações sem carácter de urgência e publica a Carta dos Direitos de Acesso aos Cuidados de Saúde pelos Utentes do Serviço Nacional de Saúde (DR 249 SÉRIE I de 2008-12-26)
*
Aprova o Regulamento Técnico de Segurança contra Incêndio em Edifícios (SCIE) (DR 250 SÉRIE I de 2008-12-29)
*
Resolve pedir a inconstitucionalidade da Lei n.º 62-A/2008, de 11 de Novembro, que nacionaliza todas as acções representativas do capital social do Banco Português de Negócios, S. A., e aprova o regime jurídico de apropriação pública por via de nacionalização (DR 250 SÉRIE I de 2008-12-29)
*
Tudo isto e muito mais em
DIÁRIO DA REPÚBLICA ELECTRÓNICO
...
MDC
sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

...natal...

Se é certo que a cultura ocidental tem como grande pilar a tradição cristã, já não é (pelo menos para mim) tão certo quais os contornos desse pilar!
*
Por exemplo, uma das dúvidas que me assola é se Jesus teve irmãos! Ai, que se me deu agora mesmo uma clarividência! Ups... Irmãos da parte do pai não teve, pois se foi filho de Deus e virgem Maria, constaria certamente na história bíblica se se tivesse dado idêntico milagre... Em sentido lato, somos todos filhos de Deus... (já agora, eu aqui tenho outra dúvida... É que não sendo eu baptizada, será que também tenho direito ao grau de parentesco!? Em criança construi a minha ideia de Deus: um velho de barbas sorrindo, sentado numa nuvem, infinitamente bom... Jamais ele se deixaria de importar comigo só por não estar "inscrita"!)
*
Em todos os presépios se nos apresenta o pai "adoptivo" (penso que poderá chamar-se assim àquele que terá ajudado a criar Jesus na terra)... E a minha questão é, se Jesus teve irmãos (mais novos, claro) por parte da mãe com José!?
*
Aqui há tempos comecei a ler a Bíblia... Até estava a correr bem, mas às páginas tantas começa a longa descendência de Abel e Caim, que mais não era do que uma sucessão de nomes... (muito menos interessante do que a teoria de Darwin, deve dizer-se) e fiquei por aí... Também já procurei num livro de história universal, mas a biografia de Jesus estava omissa!
*
Li O Evangelho Segundo Jesus Cristo de José Saramago (provavelmente a sua obra mais polémica), e achei a história extraordinária, apresentando-se-nos Jesus como um homem, que realmente há-de ter sido... Segundo esse romance, Jesus tinha irmãos... Mas a ideia, já vinha se São Mateus, autor de um dos evangelhos (Saramago faz realmente pesquisa histórica... até há pouco tempo fiquei banzada, quando descobri que foi realmente construída uma passarola, por um homem chamado Bartolomeu de Gusmão, padre e cientista português na altura da construção do Convento de Mafra)!
*
A conversa vai longa, mas queria só lembrar, que a comemoração do Natal (incluindo a data e a paternidade de Jesus), da Páscoa e de outras regras do Cristianismo, terão sido decretadas no Primeiro Concílio de Niceia, ocorrido no ano 325 d.C. por iniciativa do imperador romano Constantino, baptizado posteriormente já no leito da sua morte... O grande objectivo era unificar as crenças e por consequência o império! (e isto já eu encontrei na enciclopédia de história universal)... Tudo coisas de homens, portanto...


MDC
quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

...informação em movimento...

Oh pá, que giro!!! Há cada ideia por aí...
*
Então não é que alguém se lembrou de dar uma ajuda para a contagem decrescente!!! Certamente, a pensar na passagem de ano que se avizinha... 10... 9... 8... 7... e por aí fora até zeeeerrroooo... FELIZ ANO NOOOOVO!
*
Só acho estranho o sítio que escolheram para esta mini formação prática... Eu encontrei numa passadeira... Ou seja, estando eu a aguardar pelo sinal verde para os peões, assim que caiu, foi acompanhado pela contagem decrescente num painel imediatamente a baixo!!!
*
Eu nem queria acreditar!!! Então fui olhando e contanto (ou descontando) a sonhar com a próxima passagem de ano!
*
O que eu acho mal é o sítio onde escolheram colocar este incentivo ao exercício mental... numa passadeira!!!?? Não será motivo de distracção para os peões que, nesse momento deviam estar de olhos nos condutores apressados!?
*
A não ser... a não ser que tenham colocado a contagem para... nãããooo... nããoo pode ser!
MDC
sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

...os deputados são seres humanos...

Às vezes é difícil acreditar no que se ouve... Ou pelo menos, na impassividade com que se diz...
*
O ex-presidente da Assembleia da República, Almeida Santos, vem em público defender que, se deve acabar com os plenários na Assembleia da República à 6.ª feira, porque:
*
E agora, tenho que ir... É 6ª feira! E eu sou um ser humano!!!
*
(FONTE: 12 de Dezembro, TSF) ... MDC
quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

A Viagem do Elefante, de José Saramago

O meu elefante já chegou...

Foi um grande prazer literário, mais um... E, ao mesmo tempo, um exercício de raciocínio verbal, ginástica mental, como mais nenhum dos autores que li até hoje, me leva a accionar... Pelo menos desta forma perceptível... Ao ponto de, se fico muito tempo sem ler uma obra de Saramago, sentir para aqui um bocadinho do cérebro meio perro!!! E depois, quando no fim desse tempo, pego num livro de Saramago para ler, sinto-me passar claramente, por um processo de agilização mental ao longo das primeiras páginas, daquilo a que se chama "aquecimento", quando aplicado ao exercício físico...

E (talvez porque sou um bocado influenciável), até me sinto mais eloquente quando tenho um Saramago na cabeceira ou na mochila...

Espero que, neste Natal, mais viagens cheguem embrulhadas às vidas de cérebros disponíveis para abanar docemente, ao sabor dos passos do Salomão...

(ah, é verdade... e já sabem que o José Saramago também é bloguer!? Sim, sim... e assíduo! Espreitem O Caderno de Saramago)

MDC

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

...a teoria longe da prática....

*
Ou seja, houve seis deputados do PS que votaram favoravelmente o projecto do CDS-PP... Se a restante oposição estivesse completa (em número de deputados na sessão parlamentar), a suspensão passava!!! Sim, sim... Não é irónico!!!??
*
Eu acho isto o fim da picada!
*
É caso para dizer, falam, falam, falam, mas não os vejo a fazer nada!
*
Com que legitimidade é que, (pelo menos os deputados ausentes) vão continuar a apoiar os professores que estão contra a avaliação!?
*
Terá sido de propósito!? Para não dar os louros aos populares e tal!?
*
Ah... Vai na volta estavam a dar aulas... nas universidades, claro!
MDC
terça-feira, 2 de dezembro de 2008

...a herança das vacas...

Um homem com 3 filhos, tem na sua quinta 17 vacas...
*
Na velhice, declara que quando morrer as vacas deverão ser proporcionalmente distribuídas, consoante a dedicação de cada filho aos trabalhos da quinta...
*
Assim, os rapazes deverão dividir as vacas, de forma a que o filho mais dedicado, fique com 1/2 de x, para outro 1/3 de x e para o terceiro 1/9 de x...
*
Quantas vacas inteiras caberão a cada herdeiro!?
MDC
quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Ensaio sobre a Cegueira

Li o Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago, assisti à peça de teatro pelo grupo "O Bando" no Teatro da Trindade e agora ao filme, por Fernando Meirelles... Três formas de expressão para a mesma história que, das três vezes, me deixou com uma espécie de murro no estômago contínuo... Não posso dizer que tenha gostado... As coisas essenciais são assim, não se gostam ou desgostam, estão lá simplesmente, tal como são, para quem as quiser e puder, ver!!!
*
Em certos momentos dei comigo a pensar "ufa... ainda bem que eu já estava preparada para isto!"... Já um amigo, que não leu o livro, ficou bastante abananado com a história, ou pelo menos com a síntese desta! Ele teve a vantagem de conhecer a história assim de chofre, a cores, com caras e contextos cénicos e urbanos... Teve a síntese do choque, concentrado, portanto! Eu, lendo primeiro a história, tive a vantagem de imaginar, as caras e os contextos e de acompanhar mais de perto, quase por dentro, toda a vida das personagens que o autor terá decidido comunicar e que eu, comigo mesma, complementei!
*
Outros amigos ficaram (depois do filme) com vontade de ler a obra literária! E isso, muito me alegra... Parece-me que, infelizmente, a maior parte das pessoas tem a literatura de Saramago, como enfadonha, sem nunca a ter experimentado! Bem haja este filme, passado no circuito mainstream de cinema, contribuirá certamente para quebrar um pouco este preconceito! Pesado, denso, sim, será... mas nunca enfadonho, antes profundamente inquietante!
*
Deixo o vídeo com a reacção do autor da obra literária perante a obra cinematográfica e o autor desta!
*

MDC
segunda-feira, 24 de novembro de 2008

...pergunta sem resposta...

*
pergunda do jornalista:
*
resposta do presidente da república Dr. Aníbal Cavaco Silva:
*
Ah...
Mas então, está bem...
É preferível falar sobre...
...ora sobre...
...questões de...
...estado...
...mas só se for do tempo...
...e de preferência,
o dos Açores!
___
MDC
quinta-feira, 20 de novembro de 2008

AFINAL ELE EXISTE MESMO....

Depois de 26 anos a achar que o Pai Natal era uma invenção, foi preciso a minha filha de dois anos me persuadir a fazer uma pesquisa na internet, para eu descobrir que afinal Ele existe!!!
Vive na Lapónia, no Norte da Finlândia, na cidade de Rovaniemi no Centro Polar Ártico, e pudemos visitá-lo nos 365 dias do ano.
O Pai Natal tem um escritório com duendes que o ajudam e tudo, recebe cartas num endereço postal e também por correio electrónico e responde a todas.
Sim é verdade eu já constatei por mim própria, porque a minha pirralha obrigou-me literalmente a enviar um e-mail ao Pai Natal.
E depois fez aquela cara de quem domina completamente a situação, e disse-me:
"Vês eu disse-te que ele existia e que lhe podiamos mandar um e-mail!!!!"
E pronto eu remeti-me ao meu silêncio.
Para aqueles que tal como eu são cépticos e acham que o Pai Natal é uma invenção, podem visitar este site http://www.santaclauslive.com/ e deliciar-se com todas as imagens e informações que lá contém.
OSC

...a idade do "tenho que"...

Depois de ultrapassada a idade dos porquês (e ultrapassada, é como quem diz, porque ainda tenho muitas perguntas sem resposta...), descobri agora que cheguei à idade do "tenho que..."!
*
Se a primeira, causava a angústia da dúvida, também era recompensada pelo encanto da descoberta!
*
A segunda, esta ideia do "tenho que..." que vivo agora, por enquanto causa-me apenas angústia... É que surge associada a uma outra sensação que me assola de vez em quando, a do "não tenho tempo para nada"...
*
Ai ai... Tenho que...
...escrever mais no blog!
...estar mais tempo com os meus queridos amigos!
...estar mais tempos com os meus queridos avós, pais, irmã, primos e tios!
...conhecer Barcelona!
...organizar a minha tralha lá em casa!
...aceitar o desafio da minha grande amiga Ana para uma nova peça de teatro!
...voltar a estudar!
...participar mais na construção de uma sociedade mellhor!
...arranjar o meu computador!
...actualizar o meu currículo, o meu portfolio e dispará-los em várias direcções!
...ir mais ao teatro, ao cinema, a exposições e a conferências!
*
Alguém sabe como se podem esticar as parcas 24 horas que o dia tem!?
MDC
quinta-feira, 13 de novembro de 2008

...chamuças...

A forma como nós, portugueses, fomos ao longo da história misturando influências culturais dos povos com quem nos fomos encontrando é fantástica!
*
Já provaram chamuças!? Então sabem do que falo...
*
De inspiração indiana, cá vai...
*
"Ingredientes (20 unidades):

Massa:
225 gr de farinha;
1 c (chá) de sal fino;
1 ovo;
2c (sopa) de óleo;
6c (sopa) de água morna;
farinha para polvilhar;
Recheio:
1/2 frango cozido (200 g aproximadamente. Ou outra carne qualquer);
2 c (sopa) de manteiga;
1 cebola;
1 c (sopa) de caril;
1 c (chá) de gengibre ralado;
2 c (sopa) de leite coco (substituí por água);
sumo de 1/2 limão;
1 ramo de coentros picados;
5 folhas de hortelã pimenta;
sal e pimenta;
óleo para fritar;
Preparação:
Massa:

Misture a farinha com o sal numa tigela. Faça um buraco no centro e deite o ovo e o óleo. Misture bem e vá deitando a água, trabalhando a massa até esta se soltar totalmente das mãos e dos lados da tigela. Coloque a massa sobre uma superfície enfarinhada e amasse durante 15 minutos. Deixe descansar durante meia hora.(A minha máquina de pão poupa-me este trabalho que é o que mais detesto).
Recheio:
Derreta a manteiga num tachinho e aloure a cebola picada. Junte o caril, o frango, o gengibre, o sumo de limão e o leite de coco. Tempere som sal e pimenta e envolva. Depois de pronto, rectifique os temperos e junte os coentros e a hortelã, tudo picadinho.
Estenda a massa bem fina e corte-a em rectângulos de cerca de 7 x 14 cm. Distribua o recheio pela massa, pincele as bordas com água e dobre em triângulo, de forma a isolar o recheio no interior.
Frite as chamuças em óleo bem quente."

MDC
segunda-feira, 10 de novembro de 2008

...educação inferior...

Eh pá... Se eu tivesse 120 mil professores na rua a protestar por minha causa... não aguentava!! Ou me demitia e ía de férias para a Jamaica, ou tinha que esclarecer, tinha que dialogar, tinha que perceber... Mas a Ministra da Educação ou é inconsciente ou é extremamente teimosa! Ainda ficou ofendida... O que acho um acto de puro egocentrismo... Não é nada pessoal, senhora ministra... Tenha calma! Trata-se de uma questão que se pode resolver... (ou não fôssemos nós seres pensantes e comunicantes)
*
Entretanto, ex-reitores e outros entendidos alertam para a situação de fragilidade das universidades (FONTE: Expresso), devido à falta de verbas... Surpreendentemente, o Ministro da Ciência e Tecnologia, veio sacudir a água do capote, afirmando que o problema era má gestão e que ía continuar a primar pela "autonomia" das universidades (FONTE: Visão)... Autonomia!? Eu chamo-lhe criatividade... Ora o que é que se diz ao pessoal docente quando não há dinheiro para o subsídio de Natal!? (FONTE: DN) "E depois, veio o coelhinho e comeu-o..."!?
*
Mas não nos preocupemos, as notas a Matemática estão a subir, temos candidatos a concluir o 9.º ano de escolaridade à velocidade da luz e até já damos prémios monetários aos melhores alunos... Tudo leva a crer que vamos subir nos rankings europeus... Ãh, fantástico, não é!?
MDC
sexta-feira, 7 de novembro de 2008

...casas desgovernadas...

Quando nos queremos referir a uma casa ou ocasião desgovernada, desarrumada ou confusa, temos várias forças de expressão por onde escolher... Algumas são bem engraçadas...
...isto parece a república das bananas...
*
...mau, pensas que estás na casa da Joana?!...
*
...já chegámos à Madeira, ou quê!?...
Pelos vistos, a 3.ª é fácil de compreender...
Alguém avança explicações para as outras!?
MDC
quinta-feira, 6 de novembro de 2008

...mais simbólico que concreto...

...mais adjectivo que substantivo...
...mais emocional que racional...
...mais optimismo que realismo...
...mais estilo que conteúdo...
...mais subjectivo que objectivo...
*
Já percebi, pelo menos uma das causas da obamania...
*
Ontem na televisão vi um homem queniano, no Quénia, pulando, feliz da vida com a vitória de Barack! A expressão máxima da sua alegria radicava no facto de esta vitória ser a de um negro sobre um branco! Fiquei a pensar nisto... A primeira leitura é atribuir a esta alegria, sentimentos racistas... A segunda, é lembrar que ainda há 150 anos havia escravatura nos Estados Unidos e que o caminho contra a descriminação pela cor da pele ainda não foi totalmente percorrido... No entanto, com esta eleição, deu-se um passo de gigante, ainda que simbólico, nesse caminho...
*
Apesar de considerar que, nos Estados Unidos, os presidentes são marionetas dos poderes instituídos, e por isso, não tenha grandes expectativas quanto à mudança, fico contente com esta eleição... Confesso até que me emociona!!! Acho mesmo que o mundo ficará melhor, pelo menos, simbolicamente!
MDC
quarta-feira, 5 de novembro de 2008

...já que vamos às compras...

Estou com pouco tempo, queria só dizer que, já que nós (ou o governo por nós, que somos o estado) vamos às compras, queria antes comprar um sistema privado de saúde! É que bancos já temos... E até funcionam!! Mas o Sistema Nacional de Saúde tem falta de médicos e de instalações... Ainda por cima o BPN está falido! Para que é nós queremos um banco cheio de dívidas!?
*
Não será uma ideia assim tão descabida, se considerarmos que o banco em apuros, pertence a um grupo económico, o Grupo SNL. E que este Grupo têm mais frentes de negócio, nomeadamente na Saúde e nos Seguros que vão de vento em popa (FONTE: Agência Financeira), então fazíamos assim, comprávamos antes o Grupo Português de Saúde (que pertence ao Grupo SNL)... E o tal Grupo, com o dinheiro desta venda, salvava o seu Banco roto!
*
É que, já que temos que gastar dinheiro para resolver esta situação aos "pobres" accionistas, empresários e clientes, podíamos aproveitar para melhorar a situação dos nossos "ricos" avós mais débeis, das mães que dão à luz, e de tantas outras crianças e adultos que precisam de cuidados de saúde, mas não podem ou não querem pagar mensalidades para os ter.
*
Vá lá... Até estamos perto do Natal, venha de lá esse espírito!
*
Ah, é verdade! Já que falamos em investimentos... Aqui há tempos, quando rebontou a bolha à crise, soube-se que o Fundo de pensões da Segurança Social caiu 3,14 por cento... Ou seja, o nosso governo coloca nos mercados especulativos (bolsa) parte das nossas contribuições ("A carteira do fundo de pensões do Estado é das que tem melhor rentabilidade a médio, longo prazo. É composta por 21 por cento de acções, 50 por cento de dívida pública portuguesa, 25 por cento de outra dívida e quatro por cento de imobiliário." FONTE: RTP)!!! Bem... Em primeiro lugar, espero que depois desta não venham outra vez falar da insustentabilidade da Segurança Social... E depois, eu desconfio um bocado da bolsa (pelos vistos com relativa razão), ficava muito mais descansada se não andassem a brincar com a minha contribuição!!!
MDC
segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Dia do Homem

03 de Novembro
Acabou-se a graça para aquela anedota que dizia que, para as mulheres havia um dia do ano, o 8 de Março que é o Dia Internacional da Mulher e para os homens havia os outros 364 ou 365 dias (consoante se trate de ano comum ou bissexto)...
*
Agora os homens também já têm um dia... Espero que aproveitem para, sem coisas acabadas em "ismos", afirmar o seu género e os direitos a ele associados... Principalmente aqueles que serão menos compreendidos na sociedade, como por exemplo:
*
a) o direito a um reconhecimento maior e melhor da paternidade! (deve ser doloroso ter direito apenas a um fim-de-semana de quinze em quinze dias em caso de separação...)
b) o direito a terem para si um conceito adequado ao seu género para "mulher-a-dias", "manicura", "cabeleireira" ou "primeira-dama", ampliando as profissões e cargos acessíveis...
c) o direito a mais casas de banho acessíveis (pois, obviamente não têm grande capacidade de contenção, sendo obrigados a urinar em quase todo o lado...)
d) ou ainda, o direito a compreender as mulheres, claro!
*
Força, rapazes... Estou convosco!
MDC
sexta-feira, 31 de outubro de 2008

...música portuguesa em inglês...

Devo dizer que me indigna, me enerva e é primeiro caminho andado para rejeitar um projecto musical português...
*
Insisto em não perceber... Porque é que há portugueses que decidem cantar em inglês!? Lembro-me de algumas respostas que já recebi, que passo a transcrever:
a) pela mesma razão que o fado se canta em português... porque se o poprock, metal e derivados têm supostas raízes anglosaxónicas, deve ser interpretado em inglês!
b) para que seja mais fácil "passar a mensagem" neste mundo global e, assim que possível, conseguir obter um sucesso compreendido a essa escala!!
c) porque é mais fácil escrever letras de música e rimar em inglês!!!
Ora então, se me dão licença, passo a ripostar:

a) queiram ou não queiram, nasceram, escolheram e/ou estão aqui, neste cantinho bem temperado, que tem uma ampla tradição musical... Podem fazer música no estilo que bem vos aprover, mas não podem negar a nossa identidade, se não fazem um muito mau serviço a todos... Só ganharão (e darão a ganhar) se incorporarem as influências externas nas internas...

b) quanto à questão do reconhecimento global, proponho que façamos o exercício ao contrário... Imaginem que os neozelandeses (que até são nossos antípodas), decidiam compôr música com letras em português... O que é que iríamos pensar!? A pronúncia forçada, os eventuais erros... Caricato, não!? É sempre melhor ver e ouvir as línguas e expressões culturais do sítio de onde emanam! É por isso, que os projectos portugueses que normalmente vingam "lá fora" são cantados em português... Acham que os anglosaxónicos querem mais do mesmo e mal amanhado!?

c) bom... quanto à questão da facilidade da escrita e da rima... lembro que, os músicos não têm obrigatoriamente que saber escrever, ora... Leiam ou desafiem poetas e escritores portugueses (onde reside um vasto e interessante mar de ideias) ou façam simplesmente música instrumental!

MDC
quinta-feira, 30 de outubro de 2008

...obrigada Víctor Jara...


Existe um projecto de música popular portuguesa intitulado "Brigada Víctor Jara"!
*
Isso muitos sabem... Mas o que muitos não sabem, é quem foi Víctor Jara... É que este não faz nem nunca fez parte desta Brigada portuguesa... Quanto muito terá sido fonte de inspiração! E que fonte...
*
Victor Jara (1932-1973) era chileno e cantava, tem uma vasta e belíssima obra, impregnada de cultura tradicional chilena e da intervenção necessária num país em conflito... Foi torturado e assassinado na sequência do golpe de estado liderado por Augusto Pinochet!
*
Ficou por cá a sua música, a sua voz... Que hoje oiço com um sorriso nos lábios, com uma lágrima no coração... Deixo uma ligação para uma das músicas mais bonitas, chama-se Te Recuerdo Amanda e está disponível nesse mar de registos que o Youtube permite...

MDC
quarta-feira, 29 de outubro de 2008

...oh bama, toda a gente te grama!!!...

Ou muito me engano eu, ou anda muito boa gente enganada!!!
*
No princípio também simpatizei com o Barack... Era duma ironia fabulosa, o primeiro nome rimar com Iraque, o segundo com Osama e, como se não bastasse, a cor de café com leite e a jovialidade (nem 50 anos tem, o pequeno)!!! Sinceramente, nunca pensei que chegasse até aqui...
*
Entretanto, para surpresa minha, começou a ficar tudo histérico com o rapaz!!! Então quando o McCain decidiu contrapôr o seu género e idade com aquela esgroviada da Palin, exagerou, e os conservadores que não resistiam à sapiência da brancura dos seus cabelos, viraram-se para a brancura dos cabelos do Biden (o vice do Obama)... Desde o secretário do Bush à Madonna, passando pelo londrino Financial Times e claro, por 71% dos portugueses, é a loucura generalizada!!
*
Jornalistas, sondagens, governantes desse mundo fora, desataram a fazer odes verdadeiramente apaixonadas, aclamando o próximo e incontestável "homem mais poderoso do mundo"...
*
Não sei como ficaram todos tão esclarecidos... A campanha baseia-se em conceitos vagos de mudança! Mas a organização por trás do candidato,é a mesma de sempre (ele não vai presidir sozinho e com a mulher)... Já confirmou que a guerra, seja onde for, vai continuar (ou não estivesse a indústria de armamento tão bem enraizada na economia norte-americana)! A saúde vai continuar a ser vendida pelas seguradoras... E quase que aposto que, os protocolos ambientais mundiais vão continuar por assinar...
*
Não duvido que haja melhoras, face à administração do "arbusto"... o que não é difícil! Agora, não acredito é que haja melhoras que justifiquem esta paixão quase religiosa! Oxalá me engane eu... Oxalá as melhores expectativas se confirmem... Estaremos cá para ver...
MDC
terça-feira, 28 de outubro de 2008

11ª FESTA DA VINHA E DO VINHO

Não vos venho falar sobre o Deus Baco ou qualquer outra embrieguez, mas sim da 11ª Festa da Vinha e do Vinho que vai decorrer de 1 a 9 de Novembro, em Arruda dos Vinhos, no Pavilhão Multiusos.
Para além de boa comida e boa "pinga" nas diversas tasquinhas espalhadas pelo recinto e do artesanato, poderão todos os dias assistir a diversos espectáculos, de salientar "DEOLINDA" no dia 05 de Novembro, às 22h00.
Dia 09 de Novembro haverá também distribuição gratuita de castanha assada e água-pé.
Para mais informações consultem o programa próprio no site da Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos.
OSC
segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Qual é o sexto número da progressão...

...1, 2, 6, 42, 1806, ... ?
MDC... desafio lançado por RS via correio electrónico em 24.Out.08
sexta-feira, 24 de outubro de 2008

...sequência numérica...

Segue uma sequência muito fácil
(pelo menos para quem já sabe)
para o fim-de-semana...
Ora tendo nós:

1
11
21
1211
111221
312211
...
Como será que continua!?
MDC
quinta-feira, 23 de outubro de 2008

...a propósito de músicas intrometidas, um poema...

Tenho músicas na minha memória que de vez em quando aparecem a bailar na minha cabeça... Isto acontece particularmente naqueles caminhos centenas de vezes percorridos quando não tenho mais que fazer além de andar! Então começo a cantar baixinho (ou um pouco mais alto, se não há ninguém por perto)...
Hoje, a música que surgiu, ouvi na minha adolescência, fazia parte do álbum "Resistência ao vivo no Armazém 22" que eu tinha gravado em cassete... O poema é do Mário de Sá Carneiro, foi musicado pelo João Gil e era interpretado pelo Olavo Bilac, com a sua voz rouca... E eu gostava muito de a ouvir... Como não posso cantar aqui, segue a letra... Pode ser que já tenham ouvido e possam cantar também...

"Quando eu morrer batam em latas,
Rompam aos saltos e aos pinotes,
Façam estalar no ar chicotes,
Chamem palhaços e acrobatas!

Que o meu caixão vá sobre um burro
Ajaezado à andaluza...
A um morto nada se recusa,
Eu quero por força ir de burro."

Mário de Sá Carneiro


Dados:
Temos cinco casas, de cinco cores diferentes ao longo de uma rua. Em cada casa mora um homem de uma nacionalidade. Cada um desses cinco homens bebe uma bebida diferente das outros, fuma uma marca de tabaco diferente dos outros e têm um animal de estimação, também diferente. Portanto, nenhum deles tem o mesmo animal, fuma o mesma marca de cigarros ou bebe a mesma bebida.

Pistas:
1.. O inglês vive na casa vermelha.
2.. O sueco tem um cão.
3.. O dinamarquês bebe chá.
4.. A casa verde fica à esquerda da casa branca.
5.. O dono da casa verde bebe café.
6.. A pessoa que fuma Pall Mall cria pássaros.
7.. O dono da casa amarela fuma Dunhill.
8.. O homem que vive na casa do centro bebe leite.
9.. O Norueguês vive na primeira casa.
10.. O homem que fuma SG vive ao lado do que tem um gato.
11.. O homem que tem um cavalo vive ao lado do que fuma Dunhill.
12.. O homem que fuma Marlboro bebe cerveja.
13.. O Alemão fuma Winston.
14.. O Norueguês vive ao lado da casa azul.
15.. O homem que fuma SG é vizinho do que bebe água.

Questão:
Quem tem um peixe como animal de estimação?

Notas:
Nalguns sítios de Internet, a invenção deste problema é atribuída a Einstein, que terá também afirmado que 98% da população mundial não o consegue resolver! Mas isso era dantes, não é verdade!?...
Na fotografia que ilustra este artigo, vemos Cudillero (Asturias, Espanha)... Um lugar a decifrar, com muitas casas coloridas!
MDC
terça-feira, 21 de outubro de 2008

...cozinhados à portuguesa...


Mas afinal, a candidatura só engloba Espanha, Itália, Grécia e Marrocos... Que desolação!!!

Mas e... e... e as nossas pataniscas com arroz de feijão malandrinho!? E o nosso cozido à portuguesa, o bacalhau à Lagareiro e o Arroz de Marisco!? Até mesmo o nosso arroz de pato, a canja de galinha, o caldo verde... os enchidos!

Para não falar na nossa doçaria... Ai, meu rico Pão de Ló de Alfeizerão, minhas fofas Tortas de Azeitão, os célebres pastéis de nata!!!

Ai, já estou a engordar só de pensar nestas delícias!

Eu adoro pão de alho, gosto muito de pizzas, massas, e acho graça à paella ou tortilla...

Mas a nossa gastronomia é... é... simplesmente fabulosa! As nossas receitas deviam ser todas impressas e guardadas lá no Pólo Norte juntamente com as sementes... (para que é vão servir os alimentos sem as receitas deliciosas apuradas ao longo de anos e anos de experiência!?)

Também quero que a UNESCO a prove!
MDC
sexta-feira, 17 de outubro de 2008

...contra a maré de marasmo...

Aqui há tempos, encontrei um amigo meu que já não via há muito tempo! Às tantas ele pergunta naturalmente "então, o que é que andas a fazer!?"... E eu, na brincadeira respondi "ando a preparar uma revolução!"... A resposta foi espantosa, ele disse "ai é!?" (com entusiasmo) "depois diz-me quando é, que também quero"...
*
De facto, este espírito impera na nossa sociedade... Muitos anseiam melhoras, desenvolvem teorias sobre medidas a tomar, criticam situações existentes, desejam realizar mais, evoluir e contribuir... Mas muito poucos se entregam realmente a esses anseios, quase nenhuns se envolvem mais do que o necessário (família e trabalho) na sociedade em que se inserem! Assim sendo, cabendo a tão poucos, torna-se árdua a tarefa de concretizar, de transformar, de participar!
*
Deolinda, com toda a graça, talento e originalidade, cantam este fenómeno! A música chama-se Movimento Perpétuo Associativo... Deixo aqui um excerto:

"Agora sim, damos a volta a isto!
Agora sim, há pernas para andar!
Agora sim, eu sinto o optimismo!
Vamos em frente, ninguém nos vai parar!

Agora não que é hora do almoço...
Agora não, que é hora do jantar...
Agora não, que eu acho que não posso...
Amanhã vou trabalhar."

Deolinda

Mas uma coisa vos garanto, participar (e o que não falta são movimentos de cidadãos com os mais diversos objectivos) não é difícil... Pelo contrário, é óptimo... Confronta-nos com mais pessoas, que às vezes se tornam amigos! Transmite-nos conhecimentos e aptidões novas, é revigorante e dá mais sentido à vida...
*
Para quem nunca experimentou, fica a proposta: atrevam-se!
MDC
...definição de imóveis a proteger...
Em relação à revisão do PDM de Vila Franca de Xira... (que ando a estudar nos meus escassinhos tempos livres... e por isso 'tou com uma soneira descomunal hoje!!!)... existem decisões importantes quanto ao património edificado!
*
Ou seja, no PDM ficam identificados todos os imóveis classificados, em vias de classificação, zonas de protecção e imóveis com interesse (que são alvo de relativa protecção, o que é melhor que nenhuma!)... Sendo assim, proponho-vos que se pronunciem sobre algumas situações que identifiquei:
*
#01 Bairro Fabril das OGMA (Sobralinho/Alverca)
PROPOSTA NA REVISÃO DO PDM » Classificação do Bairro Fabril das OGMA Sobralinho (transita do PDM em vigor para o revisto) »
Se alguém souber onde é o Bairro Fabril das OGMA no Sobralinho digam-me, por favor que eu gostava de conhecer... Obrigada!
FUNDAMENTOS DA CRÍTICA » desconheço a existência dum Bairro Frabril das OGMA no Sobralinho, mas existindo um em Alverca, que representa características patrimoniais a preservar, deveria ser considerado. Se existirem os dois que sejam ambos designados.
PROPOSTA DE ALTERAÇÃO » incluir Bairro Fabril das OGMA (Alverca) na lista de "Outros Imóveis com Interesse - Património Industrial"
NOTA: o bairro fabril das OGMA em Alverca são as lendárias vivendas cor-de-rosa na Rua da Estação, onde se têm instalado ao longo dos anos associações de apoio social e cultural e que muitos adultos alverquenses de hoje frequentaram enquanto crianças nos anos 80 e 90!
*
#02 Moinho de Maré na Quinta do Cochão
PROPOSTA NA REVISÃO DO PDM » Moinho de Maré na Quinta do Cochão está registado como Imóvel com Interesse no PDM em vigor, mas está omisso na proposta de revisão
FUNDAMENTOS DA CRÍTICA » deverá ser protegido como registo patrimonial
PROPOSTA DE ALTERAÇÃO » incluir Moinho de Maré na Quinta do Cochão na lista de "Outros Imóveis com Interesse - Património Industrial"
*
#03 Estação Ferroviária de Vila Franca de Xira
PROPOSTA NA REVISÃO DO PDM » está omissa
FUNDAMENTOS DA CRÍTICA » atendendo à intenção pública da câmara expressa "Interface rodo-ferroviário na futura Estação de Vila Franca de Xira" (in Vol. II, Síntese do Diagnóstico, pág.54) deverá ser salvaguardada a existente como registo patrimonial
PROPOSTA DE ALTERAÇÃO » incluir Estação Ferroviária de Vila Franca de Xira na lista de "Outros Imóveis com Interesse - Património Civil"
*
#04 Cine-Teatro Salvador Marques
PROPOSTA NA REVISÃO DO PDM » está omisso
FUNDAMENTOS DA CRÍTICA » embora não se encontre classificado, tem um valor patrimonial reconhecido por várias entidades, tratando-se dum edifício carismático na zona ribeirinha de Alhandra, a precisar urgentemente de recuperação (mais informação: http://teatrosmarques.no.sapo.pt/)
PROPOSTA DE ALTERAÇÃO » incluir Cine-Teatro Salvador Marques "Outros Imóveis com Interesse - Património Civil"
*
Se quiserem aceder aos documentos que estão em dicussão é aqui http://pdm.cm-vfxira.pt... Recordo que "quando as reclamações, observações, sugestões ou pedidos de esclarecimento sejam subscritos por mais de 20 cidadãos, a câmara municipal deve promover a publicação das respostas em dois jornais diários e um regional, quando exista." (ver Diagrama de Procedimentos da DGOTDU)...
*
Informem-se e participem... Uma sociedade amplamente participada caminhará para um futuro melhor!!

(artigo em construção... aceitam-se contributos)
MDC
+ ARTIGOS SOBRE A REVISÃO DO PDM:
17 de Outubro
Temo que este dia, continuará infelizmente a fazer sentido, enquanto não houver um outro que o equilibre - o Dia Internacional para a Erradicação da Riqueza!
*
Mas como são os ricos que inventam e instituem estes dias, a coisa vai demorar!
*
Recordo as palavras de Almeida Garrett no seu livro «Viagens na minha terra», onde lançou a seguinte pergunta:
"Já calcularam
o número de indivíduos
que é forçoso condenar à miséria,
ao trabalho desproporcionado,
à desmoralização,
à ignorância crapulosa,
à desgraça invencível,
à penúria absoluta
- para produzir um rico?"
Almeida Garrett
MDC
terça-feira, 14 de outubro de 2008

...aquela janela virada para o ar...

Fica agora a saber-se que mais de metade das casas em Portugal (escolhidas aleatoriamente e submetidas a análise) têm uma qualidade do ar deficiente! (FONTE: Estudo da Sociedade Portuguesa de Alergologia, TSF, IOL)
*
Os problemas detectados vão desde níveis de poluentes demasiado elevados no ar (monóxido de carbono, gás...) até humidade excessiva. E claro, resulta em problemas do foro respiratório com fungadelas, espirros, tosses, falta de ar e outras chatices!!
*
Há uma medida muito simples para corrigir este problema que é simplesmente abrir as janelas! No entanto, de pouco adiantará se, quando escolhemos ou projectamos a nossa casa, não garantirmos uma característica fundamental que se chama ventilação trasnversal, vulgarmente chamada "corrente de ar" (que, com conta, peso e medida é vital para o nosso bem-estar caseiro)! Ou seja, é fundamental que, a nossa casa tenha janelas em fachadas opostas!
*
Infelizmente tenho verificado que muitas casas novas não garantem esta característica (normalmente, interesses imobiliários para garantir a maior densidade construtiva, colocam-se à frente do conforto "invisível")... E depois, temos casas novas muito bonitas, mas abafadas, húmidas e de ar pesado!
*
Já agora, que falamos da qualidade das casas! Esta coisa das duas frentes opostas de janelas, garante também, dois períodos de exposição solar! Que é outra forma muito importante de termos saúde e conforto na nossa casa!
*
Mais determinantes que a paisagem, o ar condicionado ou a garagem, são o Sol e o Ar natural!

MDC
sábado, 11 de outubro de 2008

Dia Europeu contra a Pena de Morte

11 de Outubro
Não me venham com cantigas!
*
A história de olho por olho, dente por dente acabaria com toda a gente cega e desdentada!
*
A partir do momento em que uma sociedade declara que o assassinato é crime, não poderá jamais matar para punir!
*
Somos todos responsáveis pela sociedade em que vivemos!
*
Claro que os actos são de quem os pratica, mas as razões, os contextos e os meios são promovidos por todos nós!
*
Por estas simples razões, quero assinalar este dia assim...
*
Digo NÃO à Pena de Morte, seja onde for, seja como for!
MDC
sexta-feira, 10 de outubro de 2008

...de repente surgiu a crise...

Se eu soubesse que isto ía acontecer, tinha estudado Economia... É que, infelizmente, por muito que leia e ouça agora (no limite dos meus tempos livres), não consigo atingir as razões (que devem ser grandes e imponentes) que levaram a este limiar de bancarrota mundial! Mas gostava mesmo, mesmo, mesmo de perceber!

*
Falam do subprime (qualquer coisa como viver acima das possibilidades graças a empréstimos, creio eu...) do mercado norte-americano como o primeiro pontapé na labirinto de dominó, agora a desmoronar-se! Por outro lado, há a bolsa: esse fenómeno de especulação, de compra e venda de acções, de flutuar de dinheiro invisível... Por fim, a questão da desregulação do estado, a liberdade (ou liberalidade) que terá originado excessiva ganância e agora, desconfiança!
*
O que mais me impressiona é a imprevisibilidade de tudo isto... Supostamente ninguém previu, nem pode evitar, nem tão pouco sabe quando nem como pode isto acabar!!!
*
Sempre alimentei a ideia de que grandes hecatombes podiam ter duas causas: a Natureza (com os seus vulcões, terramotos e maremotos, fogos, cheias, secas e furacões), o Ser Humano (com as invasões, guerras, conflitos e outras trapalhices sempre associadas a actos e pessoas que se transformam em bons e/ou maus exemplos históricos, consoante a ideia de cada um...). Agora isto, parece que não veio de lado nenhum, nem é culpa directa de ninguém, é o "sistema"... Que muitos defendem como o inevitável e o melhor que se consegue...
*
Oiço na rádio anunciar a queda vertiginosa nas bolsas, chegam a encerrar as bolsas durante dias ou semanas, para ver se os investidores se acalmam! E a última, é que a Islândia, está em vias de vir a falir...
*
Eu já tinha desconfiado que a coisa não andava bem... Sobe o barril, sobem os combustíveis, desce o barril, sobem os combustíveis, sobe a taxa de referência do BCE, sobe a Euribor, desce a taxa de referência do BCE, sobe a Euribor...
*
Mas que raio de (des)organização mundial é esta!? Não acho razoável chegarmos a este ponto, assim, como quem não quer a coisa... Alguém há-de querer a coisa... Que seja imprevisível e inevitável, eu ainda mais ou menos compreendo, mas agora, invisível e anónimo é que não...
*
Estou estupefacta! Alguém explica!? Obrigada...
MDC
quinta-feira, 9 de outubro de 2008

...revisão PDM #02: QUINTAS...

...objectivos turísticos em questão...

Propõe-se que, uma das linhas de força orientadoras do novo PDM, seja a "animação" turística do concelho... As quintas serão um dos principais meios para atingir esse objectivo, associadas a uma estratégia ambiental "Carbono Zero"... Assim à partida parece-me interessante, mas a questão é como!?

Será que Vila Franca de Xira, concelho de tradição industrial, integrado na Área Metropolitana de Lisboa, tem atractivos turísticos tão potenciais que justifiquem esta aposta!?

Acho que o que me respondeu a presidente, tinha a ver com uma vaga ideia de apoiar os idosos!!! Mas vão fazer lares!? Turismo Rural Sénior!? Apresentação de colchões ortopédicos com direito a passeio no varino "Liberdade" e bufett!?

Seriam mais razoável apostar em Quintas Pedagógicas! Não sendo propriamente turismo, sempre evitava que as nossas crianças começassem a desenhar as galinhas como frangos assados!
Agora, ainda estou para ver se afinal vamos ter Campos de Golf, Quintas de Eventos (casamentos e baptizados) e Aventura (paintball e afins)...
Mas e a história do Carbono Zero!? O que é que uma coisa tem a ver com a outra!?
Vou tentar inteirar-me das propostas concretas na documentação (se é que existem)... Entretanto, espero que nas próximas sessões de esclarecimento surja mais informação! Fica aqui o tópico para irem pensando também...

(artigo em construção... aceitam-se contributos)
MDC
+ ARTIGOS SOBRE A REVISÃO DO PDM:
quarta-feira, 8 de outubro de 2008

...revisão PDM #01: HABITAÇÃO...

...o número de fogos previsto...

Como todos sabem a construção civil, com toda a especulação imobiliária associada, é uma actividade muito lucrativa! Em Portugal então, tem ultrapassado os limites do razoável! Com muita frequência ouvimos falar em excesso de construção/número de fogos.

Apresento algumas fontes baseadas em notícias recentíssimas:
  1. "...oferta de casas novas e usadas na região da Grande Lisboa é excedentária e distorcida da realidade da procura. (...) Embora o excesso de oferta de habitação seja um problema que se estende à maioria das cidades portuguesas, a situação dos concelhos da Área Metropolitana de Lisboa (AML) é a mais crítica." (in Diário Económico, 19.Set.2008)
  2. "Em Portugal, foram construídas e postas à venda mais 70 mil casas do que o bom senso aconselhava e como a Banca foi mãos largas na concessão de crédito (...) "Em Portugal, atingimos números impensáveis: 120 mil habitações por ano, quando deveríamos estar nas 50 mil"" (in Jornal de Notícias, 07.Out.2008)
Este fenómeno provoca danos profundos na qualidade de vida das populações.

Por exemplo:
  1. o esvaziamento e a degradação de áreas urbanas consolidadas (o exemplo crasso está na Baixa Pombalina);
  2. áreas de habitação novas desligadas do restante tecido urbano, sem identidade, monofuncionais (onde o habitante anónimo chega, dorme e sai, normalmente de carro);
  3. no caso concreto dos concelhos limítrofes de Lisboa, temos áreas residencias repletas de cidadãos que vivem um ritmo diário pendular (descanso no subúrbio «» trabalho em Lisboa), perdendo de 1 a 2h por dia em transportes (degradação da vida familar, social e ambiental)

O concelho de Vila Franca de Xira integra-se nesta dinâmica e tem crescido também à custa do esvaziamento de Lisboa!

A análise técnica da Comissão Técnica de Acompanhamento (CTA) da proposta, refere o seguinte:

  1. Capacidade em n.º de fogos das áreas de urbanização programada habitacionais
    e aglomerados rurais previstas no plano: 14 512
  2. Capacidade em n.° de fogos resultante da colmatação das áreas urbanizadas
    existentes e da concretização dos alvarás emitidos: valor não disponibilizado
  3. Fogos devolutos existentes: 6 186
  4. N.º total de fogos disponíveis para o horizonte do plano (valor por defeito): 20 698
(artigo em construção... aceitam-se contributos)

MDC
Ontem, em Alverca (que é a cidade onde moro, concelho de Vila Franca de Xira), aconteceu a Sessão Pública de Esclarecimento (nome atribuído pela CMVFX ao que deveria ser um Debate com a População) sobre as propostas implícitas na proposta de revisão do Plano Director Municipal*1!
*
Gostava de vos poder dizer que foi bom, que a população está a participar na construção deste documento fundamental! Mas não é possível... De facto, os políticos no poder estão-se pouco borrifando para as nossas opiniões... Vivemos numa ilusão de democracia!
*
A documentação disponível, tem um formato e volume (ver aqui) extremamente difícil de digerir, o que não permite um estudo atempado, face ao tempo e moldes previstos para a Discussão Pública. Ontem, durante mais de duas horas falaram a presidente da câmara e 2 técnicas, e no tempo de debate madrugada dentro, enquanto a sala gelada se ía esvaziando, falaram apenas 13 cidadãos (cerca de 0,04% da população).
*
Para o documento mais determinante para o futuro do concelho, nós - a população - tivemos 15 dias para a participação preventiva (anterior ao elaboração da proposta), 5 dias para conhecer o plano e temos agora, 30 dias para a Discussão Pública! Estes são os mínimos definidos pelo Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial*2... Disse ontem e repito, que qualquer câmra verdadeiramente interessada em dar a conhecer as suas propostas e a construir o plano com a população, ampliaria estes prazos!
*
Claro que ninguém da câmara nos disse, mas eu sei que "quando as reclamações, observações, sugestões ou pedidos de esclarecimento sejam subscritos por mais de 20 cidadãos, a câmara municipal deve promover a publicação das respostas em dois jornais diários e um regional, quando exista." (ver Diagrama de Procedimentos)... Eu, vou já começar a escrever as minhas propostas! Ganhem um bocadinho de tempo... Informem-se, só uma sociedade amplamente participada poderá construir um futuro melhor!
*
*1 Plano Director Municipal: instrumento de planeamento “que estabelece o modelo de estrutura espacial do território municipal, constituindo uma síntese da estratégia de desenvolvimento e ordenamento local prosseguida, integrando as opções de âmbito nacional e regional com incidência na respectiva área de intervenção.” (Decreto-lei n.º 380/99)
*2 Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial: foi alterado em Março de 2007, até aí, os prazos mínimos eram mais do dobro do que são hoje... Podem verificar os Decretos, no Artigo 77.º referente à Participação da população nos Planos Municipais de Ordenamento do Território (sejam eles PDM, PP ou PU), resumo os prazos mínimos:
Decreto-Lei nº380/99 (o que foi alterado)
30 dias » para a participação preventiva
15 dias » para anunciar o início da discussão pública
60 dias » para a discussão pública
Decreto-Lei nº316/2007 (o que foi vigora agora)
15 dias » para a participação preventiva
05 dias » para anunciar o início da discussão pública
30 dias » para a discussão pública para PDM
22 dias » quando se trata de Plano de Urbanização ou de Pormenor
MDC
segunda-feira, 6 de outubro de 2008

...ovelhas a preto e branco...

Aqui há uns anos havia a ovelha do PSR (Partido Socialista Revolucionário)... Era negra! Lembram-se!?
*
Agora, de inspiração suiça, temos a ovelha do PNR (Partido Nacional Renovador)... É branca e dá pontapés às negras! (ver outdoor em Entrecampos, Lisboa ou fonte: SOL; blog Notas ao Café...)
*
O que justificará estas analogias!? Temos a tradicional expressão, "a ovelha negra da família"! Mas ainda antes disso, tínhamos a analogia bíblica em que nós somos as ovelhas e Deus o pastor máximo!
*
Mais recentemente tivemos a Dolly, o primeiro mamífero clonado... Não deixa de ser curioso que, os cientistas, ao replicar a criação, trabalho atribuído por muitos a Deus, tenham optado por este animal! Afinal, armavam-se em pastores supremos...
*
A ovelha, física e simbolicamente, é tida como um frágil ser, desorientado e dependente do seu pastor para encontrar o seu caminho!
*
É clara a nossa identidade gregária enquanto espécie, realmente a nossa subsistência depende da organização em amplos grupos... No entanto, creio até que somos mais alcateia que rebanho (pelo menos actualmente)...
*
Ao longo da história já temos sido arrebanhados sim senhor... Mas parece-me que o Ser Humano e as Sociedades, serão tão mais desenvolvidos, quanto mais se afastarem da analogia da ovelha e dos rebanhos (qualquer uma delas)!
MDC
quinta-feira, 2 de outubro de 2008

...revistas cor-de-rosa e novelas...

Ontem, por razões que não interessam agora, estive 4 horas na sala de espera dum consultório médico (um dia destes havemos de reflectir sobre o célebre SNS)...
*
E o que é se faz na sala de espera dum consultório médico!? Vêem-se revistas cor-de-rosa e novelas com fartura... Eu confesso que, apesar de levar normalmente literatura própria, dou uma olhada nas tais revistas (que mais não são do que albuns de fotografias dos socialaites que temos)! Até é mais instrutivo do que parece à primeira vista, senão vejamos...
*
Além das figuras tristes do Sarkozy com a Bruni, encontrei mais um ramo da árvore dos ilustres que toma conta deste país... Então vamos lá ver se eu sou clara: a jornalista Cláudia Borges, licenciada em Direito e ex-mulher do Ricardo Costa, jornalista e irmão do António Costa, presidente da C. M. Lisboa pelo P.S., é agora acessora da Ana Borges, actual Ministra da Saúde! Claro, eles vão todos às mesmas festas...
*
A seguir, veio a novela... Demais! Sequência de cenas:
#01: de manhã uma mulher diz a um homem que não está interessada nele e vice-versa (logo a seguir percebe-se que ambos mentiam e ficam a suspirar cada um para seu lado);
#02: ele é empresário, quando chega ao escritório a secretária diz que ligou o Dr. Fulano de Tal, ele alega que hoje não está para ninguém, pergunta se tem alguma reunião e pede para desmarcar (fica sentado à secretária a pensar na outra)
#03: um casal de namorados (ambos empregados do empresário de coração destroçado) planeiam o almoço em casa dela (com direito a surpresa... parece que o rapaz não tem conseguido levar a cabo os seus intentos sexuais)
#04: o namorado conta ao empresário os seus intentos, e então no auge da solidariedade masculina o patrãozinho decidi dar a tarde aos dois funcionários!
*
Resumindo, naquele dia, devido à vida amorosa que não têm mas gostavam de ter, 3 pessoas não trabalham naquela empresa! Aquela novela passa a seguir ao telejornal na televisão de maior audiência em Portugal, que é a TVI (parece mentira, mas é verdade!! Nem as parangonas da Teresa Guilherme batem aquilo a quem chamam a ficção nacional)... Uma coisa é certa, se os publicitários põem os seus produtos nas mãos das personagens, é porque devem contar com a influência que as novelas têm na vida das pessoas...
*
Agora vou atalhar caminho para perguntar "será que aqueles que lançam acusações sobre a falta de produtividade, deviam ver mais novelas!?"...
MDC
Ai que nervos!!!!!!! Vocês segurem-me, se não começo para aqui a insultar com muita veemência aqueles ... americanos (os do Norte)...
*
Li há pouco uma notícia intitulada Activistas invisuais norte-americanos protestam na estreia do filme “Ensaio sobre e cegueira” (FONTE: Público) ... e fiquei passada! Eles afirmam que o filme dá uma má imagem da realidade dos cegos... Porra pá, é preciso ter a visão (a interior) realmente muito curta para tirar uma dedução destas!
*
Os cegos norte-americanos têm-se em muito pouca conta, se admitem que nós (os visuais) conseguíamos chegar ao seu nível de adaptação dum dia para o outro! Outras associações de cegos (mais iluminados interiormente) até podem fazer desta obra porta-estandarte, porque chama a atenção para as dificuldades que a cegueira pode impôr a um ser humano...
*
Para quem não conhece a história, revelo que o livro retrata a realidade hipotética decorrente duma cegueira repentina e generalizada... Inclusivamente, uma das personagens é um cego mesmo cego (anterior à "epidemia") e por isso, estando adaptado à sua realidade, ajuda os cegos mais recentes e muito desorientados... É óbvio que são situações muito diferentes!
*
No fundo, este problema de entendimento das alegorias já tem barbas (a maior de todas - a Bíblia - já tem séculos e séculos e ainda há quem a não perceba!)... Falta tanta poesia e imaginação!!! Deve ser por isso que tem sido tão difícil construir um mundo diferente e melhor...
MDC
quarta-feira, 1 de outubro de 2008

...PDM para Vila Franca de Xira...

O Plano Director Municipal já devia ter sido revisto em 2003, mas enfim...
*
Trata-se da carta magna do concelho (no que ao ordenamento do território diz respeito). O PDM regulamenta a utilização dos solos (onde e como se constrói), o património natural e edificado a preservar, as estratégias para as infraestruturas de circulação, verdes ou equipamentos públicos, entre outros aspectos determinantes para a nossa qualidade de vida.
*
Hoje tem início o período de Discussão Pública, onde todos podemos e devemos participar!
Não guardem as queixas e as propostas para depois, o momento é agora!
Votar não chega para mantermos viva a ideia da liberdade e democracia!
*
Apareçam nas Sessões Públicas de Esclarecimento ... e debate! O calendário é o seguinte:
OUTUBRO
07 :: 21h » Alverca do Ribatejo (Auditório do Fórum CHASA)
11 :: 15h » Cachoeiras (Pavilhão Multiusos)
14 :: 21h » Vila Franca de Xira (Clube Vilafranquense)
18 :: 15h » São João dos Montes (Clube Recreativo dos Cotovios)
21 :: 21h » Póvoa de Santa Iria (Auditório do Centro Paroquial)
25 :: 15h » Calhandriz (Junta de Freguesia)
28 :: 21h » Alhandra (CURPIFA)
NOVEMBRO
01 :: 15h » Vialonga (Pavilhão Gimnodesportivo GDV)
04 :: 21h » Forte da Casa (Auditório da Igreja Paroquial)
08 :: 15h » Castanheira do Ribatejo (Associação de Promoção Social)
11 :: 21h » Sobralinho (Palácio do Sobralinho)
MDC
terça-feira, 30 de setembro de 2008

...desenho universal...

Ao contrário do que à primeira vista possa parecer, o Desenho Universal não é o desenho do universo, mas sim o desenho de espaços, objectos ou software para um universo o mais alargado possível de pessoas com diferentes características ou condições... (até se pode chamar Design Inclusivo, porque pretende incluir mais pessoas...)
*
Ao longo da história e até há bem pouco tempo, o projecto de espaços e objectos, baseava-se num modelo: um homem standard... Tratava-se dum adulto mediano em idade e feitio, mas a dar para o alto, espadaúdo e bem parecido (podem ver o Homem Vitruviano, celebrizado por Da Vinci ou o mais recente Modulor, de Le Corbusier)...
*
Graças à evolução cultural (aquela mesma que alterou o conceito Homem para Ser Humano), lá se reconheceu que estes modelos representavam uma ínfima fatia da população. Claro que alterar um modo de pensar e de fazer enraizado há séculos, demora o seu tempo... E por isso, ainda são visíveis os remedeios possíveis: as rampas refundidas, as casas de banho divididas para homens, mulheres e deficientes, os lugares de estacionamento ou os assentos demarcados... (estes exemplos integram-se num princípio de Design Exclusivo, antagónico ao Inclusivo que promove a integração)
*
Nesta fase, ainda temos muito que melhorar no campo das ideias! E proponho que, comecemos por reconhecer que os lugares e objectos para "deficientes", são para todos nós (com as nossas diversas fases e condições da vida)... Afinal, podemos ser ou estar: altos, baixos, gordos, magros, assim-assim, bebés, novos, crescidos, velhos, com bagagem, com o pé partido, de cadeira de rodas, com o carrinho das compras, com o carrinho de bebé, com o bebé ao colo, com o passo vagaroso, com o passo acelerado, com chapéu de chuva aberto, com a criança pela mão e o que mais se lembrem...
MDC

GATO POR LEBRE!!

Se há coisa que eu gosto é anúncios de TV. A criatividade impressa em cada um deles que nos leva a viajar por diversos sítios, fascina-me.


O que é certo é que para além de toda a componente lúdica que eu encontro nos ditos, estes têm um único objectivo: vender.


A maior parte das coisas ignoro-as quase totalmente, mas há outras que, quer por necessidade quer por curiosidade, vou averiguar como funcionam e se o que apregoam nos anúncios é real.



A situação é a seguinte: como sou directora de uma colectividade em que temos TV Cabo, Internet e Telefone, e pagamos um balúrdio por cada uma da coisas, lembrei-me de ir ver o Serviço Meo PT.



Fui ao site e começei a indagar, então depois de uma panóplia de modalidades em que pudemos escolher muitas opções de serviços, e até comprar logo pela Net, resolvi procurar um número para falar com um assistente a quem pretendia colocar algumas questões.



Quando acabei de falar com o assistente pensei: estes tipos andam a enganar um país inteiro!!!


Isto porque o anúncio fala em € 44,90 por Tv, Internet, Telefone e Banda Larga Móvel, quando a realidade é bem diferente,


Então é assim:


1º tenho de pagar o aluguer das boxes (+ € 5,00/mês por cada uma);


2º Tenho de pagar + € 23, 00/mês para ter acesso à Sport TV 1,2 e 3;


3º Banda Larga Móvel só pagando o equipamento à parte (+ € 44, 00),


4º Activação são + € 20,00



O que perfaz no nosso caso uns módicos € 80,00/mês.


Isto de facto anda meio mundo a tentar enganar o outro meio...


OSC

...expressão boca a boca...

Adoro provérbios e expressões populares... Mas a verdade é que, com o tempo, estas vão perdendo a sua ligação com a realidade dos costumes... Por exemplo, continuamos a dizer para agraciar alguém "tiro-te o chapéu...", mas onde está o chapéu!?
*
Enquanto os interlocutores estiverem de acordo quanto à ausência do chapéu, tudo bem... Agora, já há quem comece a actualizar-se... Apresento-vos dois casos de estudo:
*
Diálogo #1
Um diz:
"Então, queres que faça isso assim... Está bem, albardam-se os burros à vontade dos donos!"
O outro responde:
"Ouve lá, estás-me a chamar burro!!?"
Diálogo #2
Uma diz:
"Ai, como é que chego lá!?"
A outra responde:
"Oh filha, quem tem boca vai a Roma..."
A primeira exclama ofendida:
"Mas quem é que você pensa que eu sou!?"
Pois, eu demorei um tempão até perceber o que significava "é pior a emenda que o soneto!" É que a expressão, ouvi-a desde sempre da boca da minha avó... Mas só aprendi o que era um soneto para aí no 7º ou 8º ano... E daí até relacionar as duas coisas ainda demorei!
*
Uma coisa é certa, eu que até passo cavaco a estas coisas, ainda não sei o que é "passar cavaco", no real sentido da palavra!
MDC
sexta-feira, 26 de setembro de 2008

...classificação de públicos...

Às vezes (e não poucas) dou-me ao trabalho de ir ler legislação... (sempre com um propósito prático, não se assustem que ainda mantenho interesse pela vida!) É absolutamente incrível o que este conceito encerra: acordãos, anúncios, avisos, decretos (grande família), despachos (nada despachados), leis, resoluções e outras comunicações... É um mundo complexo e, às vezes, desesperante! Acho francamente que, se é objectivo dos envolvidos que se viva numa pacífica e participada legalidade, toda esta parafernália de textões, divididos em dezenas de capítulos, artigos e alíneas, revogados e alterados, devia ser no mínimo, acessível, clara e sucinta... Mas, qual quê, é a ... da confusão!
*
Desabafos gerais à parte, vamos aos factos!
*
Venho contar-vos (porque admito que muitos de vós não saibam e não vos quero surpreendidos na ilegalidade um dia destes) que segundo as regras para a classificação de espectáculos e divertimentos, passo a citar:

a) Os menores de 3 anos não podem assistir a quaisquer espectáculos ou divertimentos públicos;
b) Serão classificados «Para maiores de 12 anos» todos os espectáculos classificados em escalão não inferior mas que terminem depois das 22 horas;

Estas 2 alíneas fazem parte do Artigo 3.º do Decreto-Lei 386/82... Mas há mais:

1 –Serão classificados «Para maiores de 4 anos», os espectáculos desportivos e de circo, os espectáculos tauromáquicos, os concertos musicais e similares e os espectáculos de ópera e de bailado;

2 - Os espectáculos referidos no número anterior poderão ser classificados em diferente escalão etário pela Comissão de Classificação de Espectáculos quando, por sua iniciativa ou após requerimento fundamentado do promotor do espectáculo a solicitar novo visionamento, se conclua que as características do espectáculo o aconselham.

3 - Será «Para maiores de 12 anos» a frequência de lugares públicos destinados a bailes populares.

Estes pontos estão no artigo 4.º do mesmo Decreto-Lei 386/82...
*
Então resumindo, o "teatro para bebés" e a "música para bebés" são, à partida, ilegais.
A partir das 22h, a criançada já tem que estar, de preferência em casa, de pijaminha! Bailaricos... só para os mais crescidinhos (os putos só sabem sujar a pista com o algodão doce, pá)!
*
Agora digam-me cá... Vocês já se portaram mal!? Seus malandrecos!!! Eu é que tive sorte, quando saiu esta lei já tinha 3 anos... Aquilo é que foi curtir!
*
Claro que os artistas (circenses, músicos, bailarinos, actores ou toureiros), podem sempre preencher o requerimento, aguardar visita do inspector e respectivo parecer... Se bem que eu acho que preferem pagar as multas... Ainda por cima, são em escudos!!! (bom, admito que já tenha saído uma portaria qualquer a fazer a conversão das multas constantes na legislação anterior ao advento do euro, acautelem-se)
*
Bom, o que eu acho mesmo, é que esta lei já com 25 anos, está ultrapassada e ainda bem! Hoje a arte entrou na pedagogia, comprovou-se que sensibilizar uma criança através da arte é transmitir-lhe ferramentas preciosas de compreensão e acção sobre o mundo! Acho até, que antes de lhes darem os computadores, deviam garantir que elas já olharam bem para as manifestações artísticas ancestrais que o ser humando pode fazer ao vivo e a cores...
MDC